Terça, 03 de Agosto de 2021
35 99103-0502
Cidades Vandalismo

Vandalismo em Lavras deixa bocas-de-lobo sem proteção e coloca pessoas em risco

Pedestres, ciclistas e motociclistas são as principais vítimas destas armadilhas preparadas pelos vândalos

15/06/2021 18h12 Atualizada há 2 meses
Por: Redacao
Duas tampas de bueiros foram furtadas no encontro das ruas Maria Madalena de Oliveira com a rua Jornalista Hipólito A. da Costa, no bairro Cohab
Duas tampas de bueiros foram furtadas no encontro das ruas Maria Madalena de Oliveira com a rua Jornalista Hipólito A. da Costa, no bairro Cohab

A secretaria Municipal de Obras não deve ter um levantamento de quantas bocas-de-lobo são furtadas em Lavras, mas acredita-se que pelo menos uma é furtada a cada três dias por vândalos, crimes que acontecem, geralmente, à noite e madrugada. Eles quebram o cimento para levar a grade de ferro para ser vendida no ferro velho.

Por todo lado existem bocas-de-lobo abertas, desprotegidas, colocando em risco a vida de pedestres, ciclistas e motociclistas, além de receber todo tipo de lixo e entulhos carreados por enxurradas, causando grande prejuízo ao município. Apesar do grande número de furtos, ninguém é identificado e os receptadores agem sem receio algum.

Cada tampa de bueiro de grade, custa para o município em torno de R$ 450. Na sucata, ela é vendida a R$ 24.

 

 

Na foto que ilustra a matéria, um exemplo de vandalismo no encontro das ruas Maria Madalena de Oliveira com a rua Jornalista Hipólito A. da Costa, no bairro Cohab.

 

 

Com Jornal de Lavras

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.