Anúncio
Eleições

José Cherem anuncia que não será candidato a reeleição a prefeito de Lavras

Ele não será candidato por imposição da legislação, que veta a eleição de membros do mesmo núcleo familiar em três eleições consecutivas

22/01/2020 16h31
Por: Redacao
310
José Cherem, prefeito de Lavras
José Cherem, prefeito de Lavras

Na manhã de hoje, quarta-feira, dia 22, o prefeito José Cherem concedeu uma entrevista exclusiva para o Jornal de Lavras, Cherem revelou que não será candidato a reeleição, não por sua vontade, mas por imposição da legislação, que veda a eleição de membros do mesmo núcleo familiar em três disputas eleitorais consecutivas para o mesmo cargo. Nenhum dos irmãos, Marcos Cherem, Fábio Cherem ou José Cherem poderá participar do pleito para o cargo executivo municipal em 2020. Este ano será o primeiro, após 12 anos de eleição em Lavras, sem a presença da família Cherem.

A entrada da família Cherem na política lavrense se deu em 2008, quando Marcos Cherem candidatou-se a vereador e Fábio Cherem a prefeito de Lavras. Naquele ano, pela primeira vez, os irmãos concorreram a um cargo público eleitoral.

Marcos foi eleito e atuou intensamente na Câmara Municipal, enquanto Fábio foi derrotado, mas posteriormente eleito para seu primeiro mandato como deputado estadual em 2010.

Já em 2012, Marcos disputou a prefeitura, numa disputa acirrada contra Silas Costa Pereira, que havia sido secretário Municipal da então prefeita Jussara Menicucci. Silas recebeu todo apoio da máquina administrativa apoiada na época pela então prefeita Jussara Menicucci, pelo governador da época, Antônio Anastasia, e pelo ex-senador Aécio Neves. 

Mesmo com o apoio da máquina local e estadual direcionada a Silas Costa Pereira, Marcos Cherem venceu a eleição com cerca de 48% dos votos válidos, ele foi empossado e governou entre 2013 e setembro de 2014, quando foi retirado do cargo por decisão judicial, depois de uma articulação política do PSDB lavrense, com o apoio da ex-prefeita Jussara Menicucci, do ex-senador Aécio Neves e do então governador Antônio Anastasia.

Silas, que também era do PSDB, assumiu a prefeitura, porém, a ex-prefeita Jussara Menicucci sentiu que poderia perder a liderança do PSDB e ocorreu um racha no partido. Silas migrou para o PMDB, porém, sua administração não agradou aos lavrenses e ele terminou seu mandato sem disputar a reeleição e sem indicar um sucessor. 

Enquanto isso, ainda em 2014, Fábio Cherem foi reeleito deputado estadual. Já em 2018 ele disputou uma vaga ao Senado Federal, não atingindo a vitória, mas obtendo a maior votação individual de um lavrense em Minas Gerais, com quase 1 milhão de votos.

Em 2016 no pleito municipal, José Cherem venceu a eleição com aproximadamente 80% dos votos válidos, dando seguimento ao modelo político do grupo, procurando se destacar com investimentos na educação, na mobilidade urbana, na preservação ambiental, drenagem pluvial, saúde complementar, também procurando sempre dar transparência dos atos públicos.

Diante deste entendimento jurídico, cria-se neste momento em Lavras a expectativa de quais os nomes irão concorrer nas eleições de 2020 e encerra-se assim, pelo menos por enquanto, um ciclo político na cidade.

 

 

 

Com Jornal de Lavras

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários