Anúncio
Homicídio

Ijaci: Fim do mistério sobre mulher que foi encontrada morta em casa abandonada

O menor foi apreendido depois de confessar ser o autor da morte de Kátia Aparecida Urbano de Souza

20/02/2020 01h29
Por: Redacao

O mistério que envolvia o aparecimento do corpo de Kátia Aparecida Urbano de Souza, 27 anos, casada, morta a golpes de pedra na cabeça em uma casa abandona nas proximidades do centro de Ijaci, na madrugada de ontem quarta-feira, foi desfeito. Graças a um trabalho bem feito pelos policiais militares do destacamento da Policia Militar em Ijaci, foi apreendido um adolescente de 14 anos, conhecido nos meios policiais por ser traficante de drogas que confessou que foi ele o autor do bárbaro crime e os motivos. Segundo o adolescente disse aos policiais militares, que a vítima era usuária de drogas e sua "cliente" Que ela, fumava crack quando desentendeu com ele, sem com tudo explicitar as razões deste desentendimento. Que ele, adolescente tomou a decisão de mata-la, nessa casa abandonada que é usada por viciados para encontros onde são consumidos drogas. Além de confessar ser o autor do primeiro homicídio do ano em Ijaci, o menor levou os policiais até sua residência,  onde as roupas usadas por ele na madrugada do crime, foram encontradas  manchadas de sangue. A Policia suspeita, que provavelmente que essas manchas de sangue sejam da vítima. Kátia era casada, evangélica mas  estava afastada, e deixa esposo e dois filhos. A vítima, por ser uma pessoa que tinha um vasto circulo de amigos, sua morte abalou a pacata cidade de Ijaci. Por isso os amigos, ao tomarem conhecimento de suas morte, foram as as redes sociais para solidarizar com os familiares, e pedir rapidez nas investigações sobre as circunstância de sua morte tão prematura.

 

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários