Anúncio
Doença

INSS: infectado por coronavírus pode receber auxílio-doença. Veja

O INSS concederá o benefício para quem ficar em estado grave, apontam especialistas

19/03/2020 07h25
Por: Redacao

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prevê o auxílio-doença caso o segurado esteja temporariamente incapacitado para o trabalho. Assim, o benefício poderá ser concedido se o trabalhador for infectado pelo novo coronavírus.O auxílio por incapacidade é pago pelo INSS a partir do 16º dia em que o segurado se afastou do trabalho. Até então, o salário da vítima deve ser garantido pela própria empresa. “Se o médico atesta impedimento para que o trabalhador saia de casa ou que ele não pode ir ao ambiente de trabalho por conta da doença, terá direito ao benefício”, sintetiza o advogado Arthur Barreto, diretor do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP). Contudo, apesar de garantir o benefício, as chances de o INSS o conceder são reservadas quase que exclusivamente a quem ficar em estado grave pela Covid-19.“Seria mais comum em pessoas mais velhas, que não se encontram aposentadas ou que estão em um grupo de risco”, complementa o advogado.Idosos são mais suscetíveis a desenvolverem quadros graves de Covid-19. O Brasil registrou, até essa segunda-feira (16/03), uma morte e outros 234 casos confirmados de infecções provocadas pelo novo vírus.Entre os principais requisitos para receber o benefício, o INSS pede – além do atestado – que seja comprovado, em perícia médica, doença ou acidente que torne o trabalhador temporariamente incapaz.“Às vezes, a pessoa tem o atestado de vários dias, mas o perito naquele momento entende que ela tem capacidade de trabalhar e não precisa ficar afastada”, explica.

 

 

Com Metrópole

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários