Anúncio
Solidariedade

Paraná: Farmácia distribui álcool gel de graça contra coronavírus: ‘Me sinto grato por ajudar’

Para levar o produto sem custo, basta ter um frasco de até 50 ml, como informa a faixa colocada na porta do estabelecimento

20/03/2020 04h35
Por: Redacao

Em meio à alta procura por álcool em gel para higiene das mãos como prevenção ao coronavírus, o proprietário de uma farmácia de Curitiba, no Paraná, resolveu adotar uma atitude nobre. Ele está distribuindo álcool gel de graça.

Para levar o produto sem custo, basta ter um frasco de até 50 ml, como informa a faixa colocada na porta do estabelecimento.

 

O álcool em gel começou a ser distribuído gratuitamente, na última terça-feira (17). O dono da farmácia, Maicon Custódio, de 33 anos, conta que a expectativa é ajudar cerca de mil pessoas. “No início eu cheguei a vender, mas percebi que esse dinheiro não vai fazer diferença para mim. Não sou rico, longe disso, mas o importante nesse momento é ajudar. Resolvi pegar o álcool que tinha na loja e dividir com todos”, conta.

Um roubo a um posto de saúde que fica em frente da farmácia também motivou o farmacêutico: “Invadiram o posto de saúde aqui na frente e roubaram álcool em gel e os termômetros. Eu vendi os termômetros mais baratos para lá e resolvi distribuir o álcool. Eu me sinto grato por ajudar as pessoas. Isso ganhou uma proporção muito grande. Muitas pessoas que eu nunca vi me ligam para agradecer e elogiar. Espero que mais pessoas tomem atitudes assim por um mundo melhor”, ressalta.

Nesta quinta (19), Maicon vai distribuir 50 frascos de álcool em gel para moradores em situação de rua. “Vou esperar o expediente acabar e dar uma volta na cidade procurando por essas pessoas e distribuindo o álcool,  pois elas estão desprotegidas”, diz.

Álcool em gel é coisa séria

Na falta de álcool em gel nas prateleiras de supermercados e farmácias, muitos vídeos e receitas caseiras se espalharam pela internet. No entanto, o CFQ (Conselho Federal de Química) alerta que a produção do álcool em gel caseiro não é eficiente e, pelo contrário, aumenta os riscos à saúde e pode potencializar o coronavírus.

No comunicado publicado na página do CFQ (confira aqui), o conselho explica que as receitas que circulam pela internet se baseiam na produção do álcool em gel a partir do álcool líquido concentrado, o que é perigoso. “Quando se utiliza álcool líquido em elevadas concentrações, aumenta-se bastante o risco de acidentes que podem provocar incêndios, queimaduras de grau elevado e irritação da pele e mucosas”, diz o órgão.

O conselho explica ainda que, na tentativa de conter o Covid-19, as pessoas podem aumentar ainda mais a proliferação do vírus. “Além disso, a depender do que se utiliza como espessante, ao invés de eliminar microrganismos pode-se potencializar sua proliferação”, diz o CFQ.

 

 

Com BHAZ

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários