Anúncio
Mistério

Cuiabá: Corpo de jovem é encontrado em rio após celular tocar em cima da ponte

Família afirmou que jovem não andava bem e estava bebendo demais

22/03/2020 11h52
Por: Redacao
Corpo foi encontrado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros
Corpo foi encontrado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros

O corpo de Márcio Batista da Silva, 20 anos, morador do bairro Maria Antônia, em Colíder (650 km da Capital), foi encontrado, na noite nessa quarta-feira (18), preso em meio a galhos de árvores no leito do Rio Carapá. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros realizavam buscas nas proximidades da comunidade Santos Reis, zona rural do município.

O Corpo de Bombeiros foi acionado após o celular da vítima tocar em cima da ponte do rio e chamar a atenção de uma testemunha, que atendeu a ligação e informou que encontrou o aparelho abandonado no local, onde também estavam a bicicleta, roupas, um isqueiro e umas chaves, que são da casa de Márcio.

A Família compareceu na região, no momento em que as buscas eram feitas.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência e isolou a área para que os bombeiros pudessem trabalhar.

Um parente relatou que Márcio não andava bem e estava bebendo demais. Há poucos disse teria dito que queria se matar. Em outra data, teria chegado em casa com as roupas molhadas e dito que tinha tentado suicídio.

Após encontro do cadáver, por volta das 21h30, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisou as condições em que o corpo foi encontrado, a distância da ponte, de onde ele teria pulado, e o local onde foi achado, além de informações, que vão apontar as circunstâncias da morte.

Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

A Polícia Civil acompanhou os trabalhos da Politec, conversou com a família e aguarda o laudo técnico, que dará base às investigações.

Peça ajuda

O CVV (Centro de Valorização da Vida) tem realizado em Cuiabá, todas as quintas-feiras, reuniões com sobreviventes ao suicídio e seus familiares. Assim como parentes de pessoas que se mataram.

Também passaram a serem gratuitas as ligações feitas ao número 188. Canal de atendimento 24 horas

 

Mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.000 voluntários pelo telefone 188, pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype e e-mail.

 

 

 

 

 

 

 

Com Repórter MT

    

 

 

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários