Anúncio
Economia Popular

Alfenas: Procon intima Copasa e Cemig a explicar aumentos absurdos em faturas, em Lavras ninguém faz nada

O Procon deu 10 dias de prazo para que as duas Copasa e Cemig expliquem os aumentos absurdos

08/05/2020 11h18Atualizado há 4 semanas
Por: Redacao

Na cidade de Alfenas, depois de várias reclamações da população quanto aos valores absurdos das contas das "poderosas" Copasa e Cemig, o Procon Municipal abriu processo e vai investigar o houve para que valores astronômicos fossem lançados aos consumidores. O Procon de Alfenas, que não sabe ficar "em quarentena foi as ruas e descobriu que tem consumidores que as faturas de água e energia elétrica subiram mais de 800% de um mês para outro. Realmente um verdadeiro estado de calamidade pública. Na quinta-feira(5), desta semana antes que o "defunto esfriasse" aquele órgão de defesa da economia popular abriu processo e as duas poderosas, que aqui em Lavras fazem o que querem, terão 10 dias para apresentarem suas justificativas para aumentos tão exagerados. A coordenadora do Procon de Alfenas, Marilza Dutra Alves, em contato com a imprensa foi curta e grossa, " O Procon abriu a ação coletiva, uma ação preliminar coletiva contra a COPASA e a CEMIG para investigar porque veio esses valores tão diferentes nas faturas. Não foram todas as residências que chegou, na maioria, não em todas a gente está olhando e dá para ver que não foi a média. Quem não procurou o Procon deve trazer as cópias das últimas três faturam tanto de água, quanto de energia elétrica e cópias do RG e CPF do titular da conta, para gente abrir procedimento individual. Além do procedimento coletivo que nós abrimos, a gente está abrindo também procedimentos individuais para a correção das faturas." Isso que um órgão, que em sua constituição de objetivos prega defesa da economia popular para trabalhar em defesa da sociedade. Em Alfenas, bastou que a comunidade postasse em redes sociais suas insatisfação com os valores das faturas de água e luz, para que o Procon local foi a "campo" e começou a agir. Aqui nos contrafortes da Serra da Bocaina, o Procon está em hibernação total. Deste órgão, que como seu congênere de Alfenas tem em sua finalidade a defesa da economia popular, aqui não se tem notícias de visitas de seus fiscais a Supermercados ou Postos de combustíveis, entre outros estabelecimentos. Aos lavrenses, que estão surpresos com os valores das faturas de água e luz , resta procurar o Ministério Público Estadual através do Procon/MG( click aqui), ou as redes sociais o que não pode é o povo ser espoliado. 

 

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários