Anúncio
Política

Câmara Municipal: Projeto polêmico obriga vereador a cumprir 8 horas diárias de "trabalho"

Este projeto terá repercussão nacional

19/05/2020 18h35Atualizado há 2 semanas
Por: Redacao

O experiente vereador Marcos Possato, que vem a ser presidente da Câmara Municipal de Lavras entrou ontem segunda-feira(18), com um projeto de emenda a Lei Orgânica do Município, que tem tudo para ser uma polêmica nacional. Este projeto cria a figura até aqui combatida do político profissional. É que se for aprovado como deseja o vereador, os futuros candidatos a uma cadeira do legislativo de Lavras, deverão cumprir uma carga horária de 40 horas semanais, ou seja 8 horas diárias de segunda e sexta-feira no recinto do legislativo. Agora imagina dezessete vereadores e mais os seus assessores não tendo o que fazer de segunda sexta como vai sair caro para o contribuinte. Um vereador que pediu anonimato, mas é contra o projeto disse que se passar essa iniciativa do presidente da Câmara, por certo vai aumentar as contas de telefones do legislativo, cafezinhos e etc, etc. Outro vereador está preocupado, porque tem seu comércio que necessita de sua presença, como irá fazer? Ele acha, que o dito projeto é para não deixar ele e outros que tem compromissos profissionais, tentarem a reeleição. Ele vai mais longe e diz, "Este projeto dificulta para todo mundo, inclusive quem deseja entrar na vida pública, porque passará a depender exclusivamente de seus vencimentos como vereador, uma vergonha". Na verdade, o que precisa e desejamos a tempos, é um projeto diminuindo o número de cadeiras no legislativo e a redução dos subsídios. Agora tem um detalhe, se alguém, apresentar novamente projeto reduzindo salários e os números de vereadores, será rejeitado como sempre. O projeto do vereador Marcos Possato, do jeito que foi apresentado beneficia quem for aposentado, está na reserva ou vive de política. Já é difícil para os novos, que desejam se candidatar, concorrer em igualdade com os atuais vereadores, imagina você eleito, ter que pedir "as contas" para ficar cumprindo 8 horas diárias na Câmara Municipal, fazendo o quê? Nesta legislatura, já tivemos o projeto chamado "Gato Livre" que proibia a colocação de cercas elétricas ou qualquer outra forma de obstáculo a livre circulação dos "bichanos" entre as residências. Acredite este projeto é de autoria de dois vereadores e está por hora sustado.Iso quer dizer que poderá voltar a tramitar quando seus autores quiserem.  E você eleitor, o que acha deste projeto, deixe sua opinião nos comentários.

o projeto do vereador




Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários