Anúncio
Vereadores

Lavras: Nanah Ferreira retorna com projeto que reduz salários de vereadores

A aposta é que este projeto deverá ser derrotado quando for à plenário para ser votado

22/06/2020 19h54Atualizado há 3 semanas
Por: Redacao

 

O Blog Lavras Online, em uma postagem feita hoje segunda-feira(22) a noite traz uma notícia que é parte do "sonho de consumo" dos lavrenses. Segundo a postagem, a diligente vereadora Nanah Ferreira, resolveu retirar o sobrestamento que havia sobre dois projetos de lei de sua autoria no legislativo. Nestes dois projetos, que agora voltam a tramitar normalmente pelas comissões que compõe a Câmara Municipal de Lavras, está um que é de interesse público. É o que trata da redução dos salários dos vereadores. Como se recordam, em Lavras temos 17 vereadores e mais seus assessores. Cada vereador recebe, atualmente bruto cerca R$8 mil reais por mês. O projeto da vereadora Nanah Ferreira, pretende reduzir em até 60% os salários dos vereadores, caso este projeto de interesse público seja aprovado cada vereador passará a receber mensalmente cerca de R$3.800. Agora,  é preciso que a população fique atenta para que este projeto tenha seu trâmite normal, e chegue a plenário pronto para ser levado a votação. É importante observar, quais os vereadores que votarem a favor de reduzir os salários, pois mão dependem de salários de política para viver. Um detalhe, essa redução de salarios se houver, somente vai valer para os próximos vereadores. Ou seja, os que forem eleitos na proxima eleição, já que os atuais não é possível reduzir. Agora uma pergunta: com um salário de aproximadamente R$ 8 mil reais por mês, os salários de 17 vereadores somados poderia pagar os salários de quantas professoras da prefeitura. Respostas nos comentários.

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários