Sábado, 08 de Agosto de 2020
35 99103-0502
Cidades Policia Civil

Plantão Digital: Agilidade nos flagrantes e economia para o Estado

Por meio da Resolução 8.132, assinada pelo Chefe dAs delegacias ficaram autorizadas a implantar o recebimento do flagrante por videoconferência

17/07/2020 17h41
Por: Redacao
Plantão Digital: Agilidade nos flagrantes e economia para o Estado

O uso da tecnologia para redução de deslocamentos, otimização de tempo e diminuição de gastos. Essa é a essência do projeto Plantão Digital, idealizado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e em fase de expansão nas delegacias do estado.

 

Testado em caráter experimental desde janeiro deste ano, o lançamento oficial estava previsto para o mês de agosto. No entanto, com as regras de isolamento social impostas pela pandemia da Covid 19, foi necessária a antecipação do calendário previamente planejado.

 

Por meio da Resolução 8.132, assinada pelo Chefe da Polícia Civil, Wagner Pinto de Souza, as delegacias ficaram autorizadas a implantar o recebimento do flagrante por videoconferência.

 

Oficialmente, as primeiras unidades policiais a receberem o projeto, em abril, foram a Delegacia de Plantão III do Barreiro, na capital, e a Delegacia Regional de Polícia Civil em Nova Lima.

O projeto, no rol das prioridades da PCMG, é acompanhado pelo Governador Romeu Zema mensalmente.

 

Como funciona

 

O Plantão Digital possibilita a realização de autos de prisão em flagrante por meio de videoconferências, em uma sala virtual, com a participação de policiais e envolvidos em ocorrências criminais. Ele é composto por equipes de policiais civis em dois locais distintos - uma no plantão da Delegacia de Polícia de onde ocorreu o fato e a outra no local da delegacia do plantão digital.

 

Esse diálogo, mantido por meio da plataforma de videoconferência, é registrado diretamente no sistema oficial da Polícia Civil, o PCnet. As ocorrências são processadas no ambiente virtual, com assinaturas digitais e gravações, garantindo integridade ao processo.

 

Para aderir ao projeto basta a delegacia dispor de computadores com câmeras, uma plataforma virtual (programas baixados gratuitamente) e conexão de internet.

 

Benefícios

 

O Plantão Digital alia qualidade e velocidade na lavratura de procedimentos de flagrante, gerando uma economia de recursos públicos e reduzindo o tempo de permanência de equipes policiais civis e militares nas unidades.

 

Um ganho evidente é o aumento de servidores no expediente, já que é possível diminuir a quantidade de policiais no plantão. O projeto ainda evita o deslocamento de vítimas, testemunhas e policiais para o encerramento de uma ocorrência em outra cidade.

 

Plantão Digital em MG

 

Além da Delegacia de Plantão do Barreiro e da Regional de Nova Lima, outras cidades do estado já aderiram ao Plantão Digital desde o lançamento oficial.

 

No dia 2 de junho, Manhuaçu e Caratinga lançaram a segunda fase do projeto, inaugurando o uso da plataforma no interior do estado. As regiões de Manhuaçu e Caratinga, compostas por 44 cidades, passaram a contar com apenas um efetivo no plantão, otimizando assim os recursos humanos.

 

No mês passado junho, Lavras e Varginha também aderiram ao projeto. No dia 2 de julho, foi a vez de Guanhães e Governador Valadares, no Vale do Rio Doce e, cerca de uma semana depois, no dia 10, Itaúna e Divinópolis, região Centro-Oeste do estado, iniciaram a utilização da plataforma.

 

As últimas a aderirem ao projeto, nessa quarta-feira (15), foram as Delegacias Regionais de Santa Luzia e Sabará.

 

A expectativa da Polícia Civil é de que até o fim do ano o Plantão Digital seja implantado em todas as regiões do estado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.