Sábado, 08 de Agosto de 2020
35 99103-0502
Cidades Abastecimento

Cidades do Sul de Minas têm o maior número nos preços das carnes

Outro fator importante que influencia o aumento de preços nesses cortes é a alta demanda dos produtos para o exterior

25/07/2020 14h51
Por: Redacao
Cidades do Sul de Minas têm o maior número nos preços das carnes

As exportações brasileiras de determinados cortes de carnes suínas e bovinas têm aumentado os preços dessas peças nas cidades do Sul de Minas Gerais. Esse aumento tem influência de uma série de fatores, mas o principal deles é a oferta menor das carnes no país.

De acordo com especialistas da Universidade Federal de Lavras (UFLA), outro fator importante que influencia o aumento de preços nesses cortes é a alta demanda dos produtos para o exterior, especialmente a China.

 

“No ano passado, em 2019, se teve o problema da peste suína na China, onde quase todo o rebanho de suínos chinês foi dizimado por causa dessa doença. Aí, consequentemente, essa oferta de proteína de porcos ficou deficitária na China e ela saiu atrás do mercado para comprar essa proteína animal. Consequentemente, os chineses também buscaram comprar carnes bovinas”, destacou o professor Renato Fontes, da universidade.

Em açougues da região Sul, como em Varginha, o quilo do pernil aumentou 40% em um intervalo de três semanas. Outros cortes de carnes bovinas também subiram uma média de 10% no último mês.

 

Em meio a pandemia do coronavírus, a alta demanda do mercado brasileiro de carnes tem ajudado a economia do país, pois, com o dólar valorizado, os frigoríficos também conseguem manter um lucro maior. Das 909,72 mil toneladas exportadas no ano passado, em 2020 alcançou 9% a mais, chegando a cerca de 3,9 bilhões de dólares.

 

 

Com Portal Amirt

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.