Terça, 24 de Novembro de 2020
35 99103-0502
Cidades Homenagem

Depois de 13 anos, uma homenagem justa e mais que merecida

Para quem não se recorda, Hugo de Oliveira, ou simplesmente H. de O., também foi um atuante vereador quando se aventurou pela seara da política

20/10/2020 21h51 Atualizada há 1 mês
Por: Redacao
Aqui outra paixão de Hugo de Oliveira, o rádio
Aqui outra paixão de Hugo de Oliveira, o rádio

O vereador Marcos Possato, atual presidente da Câmara Municipal de Lavras, corrigiu em tempo uma injustiça, que era a de não ter até hoje uma rua na cidade com o nome do jornalista, radialista, escritor, historiador e advogado Hugo José de Oliveira, que faleceu aos 78 anos no dia 20 de dezembro de 2007.

 

Para quem não se recorda, Hugo de Oliveira, ou simplesmente H. de O., também foi um atuante vereador quando se aventurou pela seara da política.

 

Lembramos de alguns detalhes sobre o jornalista, o qual tivemos o privilégio de conviver por longos anos na redação da extinta TRIBUNA DE LAVRAS.

 

Hugo de Oliveira era cuidadoso com os fatos, e nunca se "desencarnou" de ser um repórter iniciante para apurar uma notícia.

 

Graças a ele, até hoje temos esse hábito, herdado dos breves papos que mantínhamos na redação do jornal, e que serve como bússola para a nossa caminhada jornalística.

 

Escrever bem é uma obsessão de todo jornalista. Somos gente, mas gostaríamos de ser tratados como criadores de textos.

Hugo de Oliveira fez o caminho inverso. Foi deixando a expressão pessoal de lado para dar trato ao trabalho dos outros. E assim, muitos jornalistas nasceram, como foi o nosso caso!

 

H. de O. escrevia muito bem, e sabia cobrar um bom texto de quem podia entregar.

 

Quando estava diante de uma máquina de escrever ou de um computador, seus inúmeros pseudônimos apareciam: Zedantas, D.B., Jota Tamborindegato, K.Nelada, Bob, Joyce, só para citar alguns.

 

Agora todos esses personagens que habitavam as redações por onde o lavrense honorário passou - ele é mineiro de Nova Rezende - estão imortalizados na Rua Jornalista Hugo de Oliveira, no bairro Alta Vila Bom Jesus.

 

Embora com atraso, uma justa e merecida homenagem ao filho adotivo de uma terra que o acolheu de braços abertos.

 

J. Paulo

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.