Anúncio
cotidiano

Lavras: Final de semana terá muitas atrações culturais

Em 1998 começou a ser organizada a Feira de Artesanato e Arte Culinária, que desde então alegra as manhãs de domingo na Praça Dr. Augusto Silva. A feira é organizada por uma associação que reúne pessoas com diversas habilidades, artistas plásticos e artesãos da cidade, além de bancas que vendem produtos da culinária local

25/04/2019 21h17
Por: Redacao
396

Segundo a UNESCO, o patrimônio imaterial é aquele que se relaciona com a maneira como os diferentes grupos sociais se expressam por meio de suas festas, saberes, fazeres, ofícios, celebrações e rituais. Em 2019, a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Turismo e Cultura tem se dedicado a inventariar o patrimônio imaterial lavrense, o qual estará em peso na programação da agenda deste fim de semana. Veja o cronograma e participe:

 

Sábado, dia 27 de abril

          “Concerto de Gala do 11.º aniversário das Meninas Cantoras de Lavras” - 20h, no auditório Lane-Morton do Instituto Presbiteriano Gammon, localizado na Praça Dr. Jorge, 370.

 

Domingo, dia 28 de abril

          “19.º Encontro das Embaixadas de Santos Reis de Lavras e Região” - 8h, Rua Agnésio Carvalho de Souza, n.º 462, no Bairro São Vicente, próximo a Igreja de Santos Reis.

          “Apresentação da Banda Euterpe Operária” - 10h, Praça Dr. Augusto Silva.

 

 

Banda Euterpe Operária

O início da história da Euterpe Operária começa a partir de um cidadão ilustre conhecedor e de grande saber cultural, além de ser amante da cultura brasileira: prof. José Luiz de Mesquita. O nome foi escolhido por Euterpe ser a musa grega da música e por serem operários a maior parte de seus integrantes quando de sua fundação. Sua estréia ocorreu em 24 de setembro de 1910, durante as festividades de Nossa Senhora das Mercês, ficando esta data marcada como o dia efetivo de sua fundação. A atuação da corporação musical Euterpe Operária, que possui sede própria localizada na cidade de Lavras, não se restringem ao território do município, sendo convidada para se apresentar em várias localidades. A banda não é somente um instrumento de entretenimento e diversão para a comunidade lavrense e da região, mas também uma escola de música, principalmente para crianças e adolescentes. Em 1972 a Euterpe Operária foi declarada instituição de utilidade pública municipal, e em 2009, foi reconhecida de utilidade pública estadual. Em 2015 ela foi registrada como forma de expressão tombada como patrimônio lavrense.

 

Embaixadas de Reis

As Embaixada de Reis, que de forma errônea é chamada de Folia de Reis, trata-se de uma tradição originária de Portugal que ganhou força especialmente no Século XIX e mantém-se viva em muitas regiões do país, sobretudo nas pequenas cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Goiás e Rio de Janeiro, dentre outros. No Brasil é classificada como uma manifestação folclórica, caracterizada por celebrar a Adoração dos Magos ao nascimento de Jesus Cristo, onde os participantes se expressam através de suas cantigas de devoção a Deus. Lavras possui diversas Embaixadas de Reis, entre elas destacamos, além da Eterna Saudade, a Embaixada Cidinha e Simão, fundada em 1928; Mensageiros da Paz, fundada em 1994; Companhia de Reis Estrela do Amanhã, de 2002; Lázaro e Maria, uma família que mantém uma tradição que vem passando de geração em geração, e a Embaixada Família Barbosa, esta é a mais antiga de Lavras, criada há 94 anos. Em 2017, as Folias de Minas foram registradas como patrimônio cultural de Minas Gerais.

 

Meninas Cantoras de Lavras

O coral Meninas Cantoras de Lavras foi criado por José Maciel, seu maestro, em 2008. Trilhou seus primeiros anos no âmbito da municipalidade de Lavras e, a partir de 2014, transformou-se em uma associação cultural. Já realizou apresentações em muitas cidades do Brasil e da Argentina e conta com integrantes de 7 a 15 anos de idade, que recebem aulas de desenvolvimento musical, técnica vocal e acompanhamento. Desde sua fundação, mais de trezentas meninas já foram atendidas pelo projeto. Em 2016, o coral das Meninas Cantoras foi registrado como forma de expressão do município de Lavras.

 

Feira de Artesanato e Arte Culinária

Em 1998 começou a ser organizada a Feira de Artesanato e Arte Culinária, que desde então alegra as manhãs de domingo na Praça Dr. Augusto Silva. A feira é organizada por uma associação que reúne pessoas com diversas habilidades, artistas plásticos e artesãos da cidade, além de bancas que vendem produtos da culinária local. Durante as manhãs, também ocorrem semanalmente apresentações artísticas e culturais no coreto da praça, contando com o apoio da SELTC. Em 2016, a feira de domingo foi declarada patrimônio municipal lavrense.

 

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários