Terça, 13 de Abril de 2021
35 99103-0502
Dólar comercial R$ 5,71 -0.2%
Euro R$ 6,82 +0.06%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.32%
Bitcoin R$ 379.988,84 +4.97%
Bovespa 119.249,93 pontos +0.37%
Economia Contrato

Lavras: Sócio de Clínica Odontológica vai cancelar contrato milionário com entidade pública

O sócio da Clínica Odontológica, disse que na segunda-feira 05/04 irá ao Cislav cancelar este contrato

03/04/2021 06h02 Atualizada há 1 semana
Por: Redacao
Lavras: Sócio de Clínica Odontológica vai cancelar contrato milionário com entidade pública

Ontem após uma denúncia feita pelo Blog Lavras Online, em seu Facebook, sobre o resultado de uma licitação do Cislav, para serviços odontológicos no valor de R$ 880.729.00 anual, entramos em contato por mensagem de aplicativo com um dos sócios da clínica. Essa clínica, fica na zona norte da cidade seu diretor, é funcionário concursado da Prefeitura de Lavras. Ontem sexta-feira 02/04, por volta das 23 horas recebemos as respostas das indagações feitas. É confirmou, que a clínica participou sim dessa dispensa de licitação para prestação de serviços odontológicos . Segundo ele, em um mês não atendeu ninguém, que até o momento não recebeu nada, já que não teve atendimentos. Agora uma pergunta. Se em um mês não apareceu ninguém para usar os serviços contratados, porque foi feito este contrato? Alguém precisa vir a público responder! Outra coisa, o que faz o CEO, o Centro de Especialidades Odontológicas, segundo um passarinho ele faz o mesmo que seria o motivo deste contrato. Ele alega, que se houve algum erro, não foi por parte deles. Segundo ele, a clínica enviou a documentação solicitada pela Cislav, e que cabia ao consórcio intermunicipal de saúde conferir, e se houvesse algum impedimento, eles deveriam ter cancelado. Ele também alegou que não sabia, que ele como funcionário público e sócio da clínica, não poderia participar dessa dispensa de licitação. Também falou, que na segunda-feira 05/04 estará entrando com o pedido de cancelamento do contrato, já que assim que o caso foi exposto, começou precipitadamente os julgamentos. Segundo ele, muitos julgam que a clínica já teria recebido algum valor, o que não ocorreu já que não houve atendimento.E bom deixar bem claro, que este convênio está em vigor desde do dia 17 de março, e que foi publicado no Diário Oficial do Município de Lavras, o que se deduz que a direção do Cislav tinha conhecimento, não adianta alegar que não sabia. A "onça" continua com "sede". Um detalhe, este consorcio de saúde é mantido com recursos público das seguintes cidades. Lavras, Ribeirão Vermelho, Ijací, Ingaí, Itumirim, Carrancas, Nepomuceno, Bom Sucesso e Luminárias. A atual presidente do Cislav, é a prefeita de Lavras, Jussara Menicucci de Oliveira, o secretário executivo é o ex-vereador Tilili.

O contrato e o valor para os procedimentos odontológicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vereador Lauro Vai  Entrar no Caso

 

Nos comentários da matéria relacionada a este caso, veiculada pelo Blog Lavras Online em seu Facebook, está uma manifestação do vereador Lauro Mesquita, informando que vai entrar neste caso. Muitos internautas, marcaram o vereador, outros alegam que dos 17 vereadores somente este vereador está sendo atuante. Tem também uma manifestação da internauta Micheline Bugárelli que ela diz textualmente: "Cislav é um assunto que eu gostaria de entender. Não é so isso que é estranho. Tem outras coisas estranhas." O que tem de estranho acontecendo onde tem recursos públicos?  Pelo jeito, o vereador Lauro Mesquita terá muito trabalho pela frente!, Este consórcio, é mantido com recursos públicos, seria interessante que vereadores de outras cidades que fazem parte do Cislav, procurassem inteirar sobre seu funcionamento e do quadro de funcionários, para ver se não há "nepotismo cruzado"

Postagem onde o vereador Lauro Mesquita promete tomar providências

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.