Terça, 13 de Abril de 2021
35 99103-0502
Política Escândalo

Lavras: "ESCÂNDALO DO CISLAV- O CASO LAVRASGATE

Documentos comprovam que a esposa do presidente da Câmara Municipal de Lavras, acumula vários cargos que vão desde a Tesouraria do CISLAV, responsabilidade pela publicação dos atos e até mesmo CONTROLE INTERNO, esta função responsável por fiscalizar todos os atos, inclusive os próprios

05/04/2021 06h30 Atualizada há 1 semana
Por: Redacao
Lavras:
Assessor jurídico ficou apenas 20 dias no cargo conforme documentos oficiais. O que será que motivou o advogado de notória competência e honestidade a sair do CISLAV?
Será que ele percebeu o tamanho do amadorismo na administração de uma pessoa jurídica de direito público?
Documentos comprovam que Esposa do Presidente da Câmara acumula vários cargos que vão desde a Tesouraria do CISLAV, responsabilidade pela publicação dos atos e até mesmo CONTROLE INTERNO, esta função responsável por fiscalizar todos os atos, inclusive os próprios.
O que mais chama atenção é que não encontramos sequer, um contrato no portal da transparência.
A funcionária responsável por fiscalizar os atos administrativos e o cumprimento das responsabilidades fiscais de todo o Consórcio é a mesma pessoa que ocupa o cargo de "Chefe da Tesouraria", "Pregoeira" e "Encarregada pelo Setor de Transparência", justamente a pessoa que deveria cuidar da publicação de todos os atos.
No portal, não é informado se a acumulação dos cargos é remunerada, mas se for é indevida, pois a Constituição, como regra, proíbe a acumulação remunerada de cargos.
Todas as nomeações para a esposa do Presidente da Câmara, vereador Alisson Mattioli, foram feitas nesse ano de 2021. Consultados, alguns renomados advogados disseram que pode estar configurada violação à Súmula 13 do STF, que trata do NEPOTISMO e proíbe a nomeação de PARENTES na Administração Pública.
Alisson Mattioli foi eleito vereador pelo mesmo partido da Prefeita e contou com o explícito apoio do Palácio Perimetral para sua eleição como Presidente do Legislativo.
Um jantar, inclusive, bancado por um dos advogados do Executivo, em um luxuoso Condominio da cidade, com a presença da Prefeita e de outras autoridades, foi feito para “abençoar” a eleição do Presidente, marido da tesoureira e controladora interna do CISLAV.
Em relação ao caso da "OPERAÇÃO BOCA RICA", a grande pergunta é:
O procedimento em que se concluiu pela inexibilidade de licitação e contratação de empresa de um servidor público por R$900mil reais teve parecer jurídico?
DOR DE CABEÇA
Além do Secretário Geral e da Presidenta do CISLAV, a Dona Jussara Menicucci, outros nove Prefeitos da região, que fazem parte da Diretoria do Consórcio Público, podem responder por improbidade administrativa em virtude dos eventuais ilícitos cometidos nos últimos 90 dias.
Confirme informado no Jornal de Lavras, a diretoria do Cislav é composta por: presidente Jussara Menicucci de Oliveira, prefeita de Lavras; 1º vice-presidente Fabiano da Silva Moretti, prefeito de Ijaci; 2º vice-presidente Welder Marcelo Pereira, prefeito de Ribeirão Vermelho; Conselho Fiscal: Rodineli Antônio do Nascimento, prefeito de Itutinga, Luiza Maria Lima Menezes, prefeita de Nepomucenoe Ecio Carvalho Rezende, prefeito de Luminárias. Suplentes: Porfírio Roberto da Silva, prefeito de Bom Sucessoe Hely Andrade Alves, prefeito de Carrancas.
Uma coisa é certa:
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NÃO É PARA AMADORES!
E como diz nosso amigo J. Paulo: "A onça continua com sede!"
 
Por Coletivo da Imprensa Lavrense Independente
 
 
Transcrito do Facebook do Gordinho
 
 
 
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.